446

Canoagem na Escola turma T1

Apresentação

Face à excelência dos resultados internacionais alcançados nos últimos anos e à visibilidade e mediatismo que os mesmos tiveram, a Canoagem está a passar uma fase de crescimento exponencial, com uma procura e adesão cada vez maior por parte dos jovens. O valor formativo da Canoagem, pessoal, ecológico, físico, psicológico e social, como modalidade que permite o contacto entre praticantes num convívio saudável com a natureza, tem sido cada vez mais valorizado. A adesão dos alunos das várias escolas tem sido enorme e, em colaboração com os Clubes locais, começa-se a notar os resultados do bom trabalho que tem sido efetuado. A aprendizagem e treino da Canoagem, tal como outras modalidades, exigem um trabalho e conhecimento específico, que a maioria dos Professores não possui.

Destinatários

Professores dos Grupos 260 e 620

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 260 e 620. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 260 e 620. 

Objetivos

1. Formação de novos núcleos e Centros de Formação de Desporto Escolar: - Dar formação aos docentes; - Apresentar a Canoagem à comunidade escolar; - Ser intermediário nas relações e protocolos estabelecidos entre as Escolas e os Clubes; 2. Desenvolvimento de competências e conhecimentos dos docentes responsáveis por Grupos Equipa de Canoagem e Centros de Formação Desportiva de Desportos Náuticos já existentes: - Conhecer as várias especialidades da Canoagem; - Conhecer as bases metodológicas que orientam o treino da Canoagem; - Construir uma unidade didática de Canoagem tendo em conta as progressões pedagógicas abordadas; - Definir os objetivos do treino da Canoagem para os vários escalões etários.

Conteúdos

SESSÕES TEÓRICAS (8h) Sessão n.º 1 – 2h - Canoagem Federada em Portugal; - A Canoagem na Escola e no Desporto Escolar; - Enquadramento e Regulamentos da Canoagem no Desporto Escolar e no Desporto Federado; Sessão n.º 2 – 3h - O processo de ensino-aprendizagem da Canoagem; - Progressões pedagógicas; - Técnica de Pagaiada e situações de aprendizagem; Sessão n.º 3 – 3h - Organização do Processo de treino; - Treino Específico vs Treino Geral; - O treino das capacidades físicas na Canoagem; SESSÕES PRÁTICAS (17h) Sessão n.º 4 – 1h30 - Iniciação ao kayak (pressupostos e técnica básica de propulsão); Sessão n.º 5 – 2h - Progressões pedagógicas; Sessão n.º 6 – 1h30 (prática na sala de aula) - Construção e análise de uma Unidade Didática; Sessão n.º 7 – 2h - Formas jogadas de abordagem da Canoagem Sessão n.º 8 – 2h - Iniciação ao Kayak de competição; Sessão n.º 9 – 2h - Exercícios de equilíbrio, posição base e técnica de pagaiada; Sessão n.º 10 – 2h - Recolha e análise de vídeo; Sessão n.º 11 – 2h - O Slalom, o Kayak Polo e as Embarcações de Equipa; Sessão n.º 12 – 2h (prática sala de aula com recurso a Software) - Construção e análise de um macrociclo de treino

Metodologias

A Formação terá uma carga horária total de 25 horas, das quais 8h serão teóricas, 5h30 teórico-práticas e 12h30 exclusivamente práticas. As aulas estão organizadas em blocos de 90 ou de 120 minutos. Nas aulas teóricas, será dada a formação teórica de base, fundamental para a compreensão e aplicação prática dos conteúdos inerentes à iniciação e prática da modalidade. As aulas teórico-práticas serão dedicadas à familiarização com vários tipo de software que servem de apoio ao desenvolver da prática diária junto dos alunos/atletas. As aulas práticas terão como objetivo fundamental transmitir os conteúdos inerentes à iniciação da Canoagem, passando pela vivência prática dos vários de alguns desses conteúdos e exercícios.

Avaliação

Parâmetros em avaliação: A) Participação na ação (contributos; intervenção nas sessões). B) Trabalhos/produtos desenvolvidos (observação de práticas; portefólio de exercícios; plano de trabalho individual; Aplicação de competências ao contexto - plano de intervenção; avaliação de práticas e materiais de apoio; (re)construção de unidades didáticas). C) Reflexão individual sobre o percurso formativo desenvolvido. A Classificação de cada formando será realizada por níveis de desempenho na escala de 1 a 10.

Bibliografia

- Federação Portuguesa de Canoagem. Manual do Monitor de Canoagem. Porto. - Federação Portuguesa de Canoagem (2008). Metodologia do Treino Desportivo na Canoagem – do planeamento à execução. Porto. - Szanto & Henderson (2004). ICF Flatwater Coach Manual, Level 1 – Canoe & Kayak. Internacional Canoe Federation. Madrid.

Observações

MUITO IMPORTANTE: SERÁ DADA PRIORIDADE AOS DOCENTES QUE EXERÇAM FUNÇÕES NOS AE/ENA ASSOCIADOS DO CFAE dos grupos 260 e 620 e aos professores do AE Rafael Bordalo Pinheiro (Centro Náutico) que colaboram no desenvolvimento do curso. A Calendarização poderá vir a ser ajustada, em função do serviço distribuído nos AE, pelos senhores Diretores. No inicio do ano Escolar 2024/2025, os docentes que realizarem a pré-inscrição terão que ter este aspeto em consideração, devendo para tal dialogar com os senhores Diretores(as) para aferir a compatibilidade entre as horas de formação "obrigatórias2/3" e o serviço distribuído na Escola.

Formador

Joaquim Francisco Couto Silva

Início: 04-09-2024
Fim: 31-12-2024
Acreditação: CCPFC/ACC-114209/22
Modalidade: Curso
Pessoal: Docente
Regime: Presencial
Duração: 25 h
Local: Centro Náutico São Martinho do Porto

INSCREVER-ME