454

Da Arte de Ler... a Poesia turma Suplentes

Apresentação

Atualmente, a promoção da leitura, enquanto competência transversal a todas as áreas do saber, a criação e o desenvolvimento de leitores e de cidadãos responsáveis e críticos são desafios que exigem conhecimento e atualização constante. As bibliotecas assumem-se como plataformas de recursos formativos, potenciadoras de boas práticas profissionais, facilitadoras da formação dos docentes e restante comunidade educativa, favorecendo uma profícua Aprendizagem ao Longo da Vida, e combatendo, de forma ativa, empreendedora e colaborativa, a iliteracia cultural. Neste sentido, o Seminário Da Arte de Ler, na sua 10.ª edição, centra-se, este ano, na arte de ler a poesia, uma forma de expressão artística que pode contribuir para a formação integral da pessoa, pois estimula a sensibilidade, a imaginação, a criatividade, a linguagem e a reflexão crítica, permitindo explorar diferentes formas de ver e sentir o mundo, de comunicar ideias e emoções, de brincar com as palavras e os sons, de apreciar a beleza e a diversidade da língua. Por isso, apresenta-se como uma ferramenta pedagógica valiosa para educadores e docentes de todas as áreas disciplinares, favorecendo a interdisciplinaridade, a transversalidade e a integração dos saberes, além de promover a formação de leitores críticos, criativos e sensíveis. Deste modo, a formação “Da Arte de Ler… a Poesia” propõe um espaço-tempo propício para debater e recentrar práticas e temáticas pertinentes e que vão ao encontro das necessidades formativas dos docentes do século XXI, num contexto em que a educação deve ser assumida como um processo onde se constroem, de forma participada e conjunta, conhecimentos, capacidades e atitudes fundamentais para o desenvolvimento de cidadãos plenos.

Destinatários

Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 4840/2023, publicado a 21 de abril de 2023 a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial.

Objetivos

1. Contribuir para a mudança de práticas, proporcionando o debate e a reflexão sobre o papel da leitura e de diferentes linguagens e expressões artísticas na escola da sociedade moderna. 2. Atualizar os percursos profissionais dos educadores e docentes face à sua missão e às exigências da sociedade da informação e do conhecimento, promovendo um perfil de base humanista. 3. Contribuir para o reforço das competências e conhecimento dos agentes educativos, mobilizando-os para a importância do papel das bibliotecas, enquanto espaços propiciadores do trabalho colaborativo a desenvolver com toda a comunidade educativa, na formação de cidadãos ativos, críticos e informados. 4. Motivar para o papel do texto poético como potenciador da apropriação de conhecimentos e desenvolvimento de capacidades e competências plurais. 5. Propiciar momentos de partilha de diferentes experiências, visões e conhecimentos. 6. Propor novos modos de comunicação e novas abordagens em contexto educativo, partindo de textos e de práticas que tenham subjacente o texto poético.

Conteúdos

A formação totaliza 15 horas, repartidas em sessões teóricas (palestras e/ou mesas-redondas) e oficinas, asseguradas por especialistas convidados, de acordo com a seguinte proposta: 1- Introdução ao tema e organização das atividades; 2- Oportunidades e desafios “Da Arte de Ler… a Poesia” para agentes educativos e culturais no mundo contemporâneo, dada a multiplicidade de dimensões e pluralidade de linguagens que o texto poético encerra; 3- O texto poético como estratégia discursiva compósita e complexa, capaz de revelar/(re)interpretar/denunciar os componentes sociais, axiológicos e culturais que caracterizam diferentes épocas; 4- O contributo do texto poético para o envolvimento/motivação dos discentes na aquisição de conhecimentos e desenvolvimento de capacidades e competências, tendo como referência as respetivas Aprendizagens Essenciais e o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória 5- O papel do texto poético como potenciador da sensibilidade estética e artística, da imaginação, da criatividade e do domínio do corpo; 6- Reflexão, sistematização, avaliação.

Metodologias

A ação prevê comunicações/mesas-redondas e debates em torno da temática central e dos conteúdos definidos. Prevê, ainda, a dinamização de oficinas temáticas, com vista ao desenvolvimento de estratégias promotoras de competências, valores e literacias múltiplas, tendo como referência as respetivas Aprendizagens Essenciais e o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória.

Avaliação

A avaliação final é quantitativa, na escala de 1 a 10, conforme indicado no Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo em conta a apreciação da participação nas atividades realizadas nas diferentes sessões atividades (40%) e do Relatório Individual Final (60%) Excelente - de 9 a 10 valores; Muito Bom - de 8 a 8,9 valores; Bom ­- de 6,5 a 7,9 valores; Regular - de 5 a 6,4 valores; Insuficiente - de 1 a 4,9 valores.

Modelo

Os formadoras são acreditadas nestas áreas e possuem uma vasta experiência na realização deste Curso de Formação que se repete todos os anos no concelho, sendo cada ano dedicado a um tema/área especifica.

Bibliografia

- Comissão Executiva do Plano Nacional das Artes (2019). Plano Nacional das Artes: uma estratégia um manifesto. Ministério da Educação e Ministério da Cultura. - Martins, G. de O. et al. (2017). Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória. Lisboa: Ministério da Educação, Direção Geral de Educação. http://hdl.handle.net/10400.26/22377 Mello, C. (1998). O Ensino da Literatura e a Problemática dos Géneros. Ed. Almedina. - Monteiro, R. (Coord.) (2017). Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania. Ministério da Educação.https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Projetos_Curriculares/Aprendizagens_Essenciais/estrategia_cidadania_original.pdf. - Rede de Bibliotecas Escolares (2021). Bibliotecas Escolares: presentes para o futuro. Quadro estratégico:2021-2027.Ministério da Educação. https://rbe.mec.pt/np4/file/890/qe__21.27.pdf. - Silva, V.M. de Aguiar e (1993). Teoria da Literatura. Livraria Almedina.

Anexo(s)

Observações

IMPORTNTE: Neste momento não temos vaga. Caso mantenha o interesse em frequentar o Curso, inscreva-se nesta turma mas não proceda ao pagamento até ser contactado(a) por nós. Obrigada

Início: 08-07-2024
Fim: 09-07-2024
Acreditação: CCPFC/ACC-123525/24
Modalidade: Curso
Pessoal: Docente
Regime: Presencial
Duração: 15 h
Local: Alcobaça (Biblioteca Municipal/Esc. Sec. D. Inês de Castro)